quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

A Praia da Costa Precisa Respirar!

adriano souza clemente para Bios, lusanere
mostrar detalhes 21:08 (18 horas atrás)




O que estamos vendo acontecer, bem diante de nossos olhos com a Praia da Costa é um abuso de autoridade, um desrespeito as leis vigentes, uma agressão ao meio ambiente e acima de tudo, uma desmoralização da democracia.

Não é de hoje, que o banho de mar é considerado um dos meios de lazer mais democráticos que temos noticia. Ao mar, sob o sol, nas areias brincam pobres e ricos, doentes e sãos, negros e brancos, crianças e adultos. O que estamos vendo na Praia da Costa é uma invasão de politicagem em busca de votos , sobretudo o voto dos evangélicos, com eventos segmentados. Ora, a praia não é fórum para assuntos religiosos e muito menos palanque para políticos buscarem apoio a massa eleitoral.

Nada contra os evangélicos, muito pelo contrário. São pessoas lutando para a melhora social e sobretudo espiritual de cada individuo. O Evento Jesus Vida Verão, no entanto, ganhou um vulto e uma dimensão que ultrapassa o diminuto espaço que vem ocupando. E há de se lembrar que, na base de direitos iguais, um evento como esse abre as portas para outras manifestações também de outras religiões. Como os cristãos, evangélicos e católicos reagiriam a um mês inteiro de rodas de macumba e shows de espiritismo na Orla da Costa? E se surgisse também o "Buda Vida Verão" ou um "Maomé Vida Verão"? A prefeitura teria que apoiar e ainda encontrar logística suficiente para acomodar todos estes eventos no mesmo espaço. Ou seja, resumo da ópera, está se pesando a mão do poder publico em favor de um segmento mais que outros. Isso não é justo e não é democrático e muito menos ético.

Também nada contra a quem luta pelo dia a dia para sustentar os seus, porém se for na base do populismo, como tem sido, encontramos loucuras como barraquinhas de sanduíches e afins plantadas em vagas de estacionamento e ao longo de todo o calçadão, construído para uso dos pedestres. O que está acontecendo na Praia da Costa é uma concessão de espaço irresponsável e injusta como comércio local, que no verão, hora de fazer valer o imposto que paga o ano inteiro, tem que competir com os ambulantes. O abuso das barracas em calçadão é tão grande que em determinados trechos o pedestre tem que usar a ciclovia e arriscar-se , naturalmente, a ser atropelado.

Por fim , a lei do disque silêncio: Na ultima terça feira, num evento intitulado de "Todos contra a Pedofilia", o som das bandas que se apresentaram no palanque erguido nas areias da Praia, era ouvido até por quem mora aos pés do morro do Moreno e , isso, bem além das 22:00hs. Fica a sensação que o poder publico , quando quer lançar mão de afagar eleitores de determinado segmento, não respeita as leis que nos impõe no dia a dia. O evento em questão, além de atrapalhar todo o trânsito, deixou um saldo de sujeira comparável apenas a um território em guerra. "Todos contra o bom–senso' seria o nome mais apropriado.

É uma pena que o prefeito Neucimar Fraga já tenha frustrado, logo de inicio, uma população que esperava mais dele. A Praia da Costa precisa de respirar, desafogar, de atrair turistas qualificados, de prestigiar a rede hoteleira, a rede de restaurantes e não ser transformada num Piscinão de Ramos, para agradar a massa eleitoral. A orla de Vila Velha é extensa o suficiente para agradar a todos, de maneira organizada . Tudo o que não precisamos é de um governante sem coragem para mudar.

Por Wesley Sathler
Loading...

Seguidores