segunda-feira, 9 de abril de 2012


"Casei virgem e continuei virgem até o fim do casamento", diz Brunete Fraccarolli

Na última quarta-feira, dia 4, a arquiteta Brunete Fraccarolli, participante do reality show "Mulheres Ricas", da Band, participou do programa "Sala Brasil" na Clic TV, canal na internet.

O apresentador Wesley Sathler, que também possui um quadro no "Superpop", da RedeTV!, recebeu a loira e ouviu revelações dela.

Quando perguntada se tem amizade com as participantes do "Mulheres Ricas", Brunete fez questão de não citar o nome de Val Marchiori, e afirmou: “mantenho amizade com a Lydia Sayeg, Débora Rodrigues e Narcisa Tamborindeguy”.

A milionária ainda revelou: “casei virgem e continuei virgem até o fim do casamento, que durou três anos. Ele não curtia muito o sexo feminino”. Ela também falou sobre trabalho, família e entregou que recebe pelo menos mil pedidos de casamento por dia dos internautas.



Fonte: Na Telinha
 — em São Paulo.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Chamada Programa Primeira Classe

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Air France divulga lista de passageiros brasileiros que estavam no voo AF 447

Nomes de estrangeiros, 5 brasileiros e tripulantes não foram listados.
Parte da relação já havia sido confirmada por parentes e amigos.
Do G1, no Rio e em São Paulo
Tamanho da letra

Mapa indica localização das buscas aos destroços do Airbus da Air France (Foto: Editoria de arte/G1)
A Air France divulgou nesta quarta-feira (3) uma lista com nomes de 53 dos 58 passageiros que estavam a bordo do voo 447 que saiu do Rio de Janeiro na noite de domingo (31) rumo a Paris e desapareceu sobre o Oceano Atlântico.

Segundo a companhia aérea, alguns ocupantes da aeronave não tiveram os nomes incluídos na lista a pedido de parentes.

Os nomes dos passageiros estrangeiros não foram divulgados, conforme a Air France, em respeito à legislação francesa, que restringe a publicação de listas de passageiros em caso de acidente aéreo.

O voo 447, de acordo com a companhia, tinha 216 passageiros, de 32 nacionalidades diferentes, e 12 tripulantes. Eram brasileiros 58 passageiros e 1 tripulante, Lucas Gagliano.

A LISTA OFICIAL É A SEGUINTE:

Adriana Henriques

Adriana Sluijs

Ana Carolina Silva

Ana Luisa Curty

Angela Cristina De Oliveira Silva

Antonio Augusto Gueiros

Bianca Cotta

Bruno Pelajo

Carlos Mateus

Carlos Eduardo De Mello

Deise Possamai

Eduardo Moreno

Ferdinand Porcaro

Francisco Vale

Gustavo Mattos

Izabela Kestler

Jean Claude Lozouet

João Marques Silva

José Souza

José Gregorio Marques

José Roberto Gomes Da Silva

Julia Chaves De Miranda Schmi

Juliana De Aquino

Leonardo Dardengo

Leonardo Pereira Leite

Leticia Chem

Luciana Seba

Luis Claudio Monlevad

Luis Roberto Anastacio

Marcela Pellizzon

Marcelo Oliveira

Marcia Moscon de Faria

Marco Mendonca

Maria Vale

Maria Teresa Marques

Mateus Antunes

Nelson Marinho

Octavio Antunes

Patricia Antunes

Paulo Vale

Pedro Luiz de Orleans e Bragança

Roberto Chem

Silvio Barbato

Simone Elias

Solu Wellington Vieira de Sá

Sonia Ferreira

Sonia Maria Cordeiro Porcaro

Tadeu Moraes

Valnizia Betzler

Vanderleia Carraro

Vera Chem

Veronica Ivanovitch

Walter Carrilho Junior

Não foram encontrados corpos nem sobreviventes, diz ministro da Defesa

Segundo o site da companhia, também estavam a bordo 61 passageiros e 11 tripulantes franceses, além dos seguintes passageiros: 26 alemães, 2 norte-americanos, 1 sul-africano, 1 argentino, 1 austríaco, 1 belga, 5 ingleses, 1 canadense, 9 chineses, 1 croata, 2 espanhóis, 4 húngaros, 3 irlandeses, 1 islandês, 9 italianos, 5 libaneses, 2 marroquinos, 1 filipino, 2 poloneses, 1 romeno, 1 russo, 3 eslovacos, 1 dinamarquês, 1 estoniano, 1 gambiano, 1 sueco, 6 suíços, 1 holandês, 3 noruegueses e 1 turco.

Entre os ocupantes do avião, segundo a Air France - há um bebê, sete crianças, 82 mulheres e 126 homens.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Família capixaba escapa de acidente após desistir de viagem para França

02/06/2009 - 15h24 (Rafael Porto - Da Redação Multimídia)

Pouca gente sabe, mas o nome 'Renata' deriva do latim e significa 'nascer de novo'. Obra do acaso ou do destino, verdade é que a empresária capixaba Renata Coelho Vieira escapou da morte pela terceira vez, aos 38 anos de idade, quando deixou de embarcar no voo 447 da Air France, que desapareceu enquanto sobrevoava o Oceano Atlântico, no último domingo, após deixar o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.
Ao lado do esposo Ricardo Vieira e um casal de amigos, Renata viajaria para a França, aproveitando uma promoção da companhia aérea estrangeira. Todos compraram as passagens pela internet, arrumaram as malas, mas ainda no sábado, Renata desistiu da ideia. A capixaba não quis ficar longe dos dois filhos, de 15 e 13 anos, e adiou a viagem para julho, quando os adolescentes estarão de férias.
Surpresa com a notícia do desaparecimento do avião, a mãe da empresária capixaba, Terezinha Moreira Coelho, 65, se mostra emocionada com a história da filha. "Renata nasceu com seis meses e meio de gravidez, mas sobreviveu. Aos 10 anos, sofreu um acidente muito feio, foi jogada a uma longa distância. Novamente sobreviveu, sem nenhuma fratura. Desta vez, tornou a ser iluminada".
Ainda abalada pelo acidente, Renata prefere não conceder entrevistas, garante a mãe. Entretanto, a capixaba se mostra aliviada pelo fato do casal amigo também não ter embarcado no Airbus 330 desaparecido. "Em solidariedade, eles não foram para Paris e também deixaram para visitar o país em julho. Mas agora não sei se viajarão mais", explica Terezinha.
Capixaba estava no avião
O oceanógrafo Leonardo Dardengo seguia do Rio de Janeiro para Paris, onde fazia um curso de doutorado numa instituição da cidade de Toulouse. Ele trabalha para uma empresa ligada à Petrobras, e permaneceria na França até dezembro deste ano, segundo informou a irmã da noiva de Leonardo, Mônica Maciel. Segundo ela, sua irmã, Mariane, falou com o noivo, por telefone, antes de o avião decolar.
Leonardo fez o Ensino Médio no Centro Educacional Charles Darwin, entre 93 e 94, e um curso complementar na Ufes, no ano 2000, de acordo com informações do seu currículo na internet. O pai dele mora em São Paulo e a mãe, no Espírito Santo. De acordo com os familiares do capixaba, ele teria ficado noivo no sábado. A irmã da noiva admitiu, em entrevista para a TV Gazeta, que as esperanças de achar sobreviventes são realmente pequenas. A noiva de Leonardo está sob o efeito de sedativos.
Para dar apoio emocional à irmã, que trabalha na capital paulista, Mônica Maciel seguiu para a cidade de São Paulo. Segundo ela, Mariane havia passado férias com Leonardo, que havia vindo a Vitória para ver a família. Mariane planejava se encontrar com ele na Europa, já que a previsão de permanência do oceanógrafo na França é até dezembro deste ano.
Leonardo Dardendo, que estudou em Vitória até o ensino médio, cursou Oceanografia na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), fez mestrado em Engenharia Ambiental, na Holanda, e fazia doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Beneficiado por um programa do Ministério da Educação, faria parte desse doutorado em Toulouse, na França. Ele voltaria ao Brasil para a defesa da tese.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Eduardo Sturla é tricampeão do Ironman 2009

O triatleta argentino Eduardo Sturla venceu o duelo particular com o brasileiro Reinaldo Colucci e conquistou neste domingo, em Florianópolis, o Ironman Brasil 2009. Com o tempo de 8h13m39s, Sturla chegou ao tricampeonato da única seletiva da América Latina para o Mundial Ironman depois de vencer em 2001 e 2008. Colucci repetiu seu desempenho de 2007 e completou o percurso em 8h28m08s. Em terceiro lugar chegou o checo Petr Vabrousek, com o tempo de 8h37m18s.

Ana Lídia Borba foi a brasileira com melhor colocação - Foto: Graziella Bergamin Hertzog

Entre as mulheres, a norte-americana Dede Griesbauer dominou com muita facilidade a disputa, superando a dinamarquesa Charlotte Kolters e a compatriota Heather Gollnick, segunda e terceira colocadas, respectivamente. Griesbauer completou o Ironman Brasil 2009 no tempo de 9h10m14s. Ana Lídia Borba, de Goiás, foi a melhor brasileira ao completar o percurso na quinta colocação, com o tempo de 9h52m28, à frente de Fernanda Keller, sexta com 9h54m11s. Nesta segunda-feira, às 9h, os atletas deverão confirmar as vagas para o Havaí.

Os brasileiros sobraram na natação com Frederico Monteiro, Reinaldo Colucci e Fábio Carvalho nas três primeiras posições. Depois de sair da água em sexto lugar, Sturla assumiu a liderança da prova no quilômetro 32 do ciclismo. Passou a determinar o ritmo da pedalada seguido de perto por Colucci.

Na passagem do quilômetro 130 do ciclismo, o argentino começou a abrir vantagem e iniciou a maratona com cinco minutos de diferença sobre o brasileiro. Controlando bem a corrida, Sturla sustentou o primeiro lugar até cruzar a linha de chegada em primeiro lugar com o segundo melhor tempo da prova em Florianópolis. O melhor é dele próprio, com 8h11m10s, em 2001.

“Procurei sempre manter meu ritmo no percurso. O Ironman é uma prova em que não se pode dizer quem vai ganhar até cruzar a linha de chegada e eu consegui superar as dificuldades para vencer aqui”, disse Sturla, que dedicou a vitória à sua família e agradeceu o apoio da torcida de Florianópolis. “Foi uma prova dura, o mar estava muito agitado, mas a força do público me deu fôlego para vencer”, completou.

Colucci mostrou-se contente com o resultado, mesmo tendo a expectativa de poder vencer. “Foi bom, porque alcancei meu objetivo de garantir a vaga para o Mundial Ironman no Havaí, apesar de ter me preparado para vencer”, relatou ao final. O paulista de São Carlos elogiou o desempenho de Sturla e contou que na metade da maratona precisou diminuir o ritmo para garantir-se em segundo lugar. “Estava bastante desgastado e como não tinha aproximação para o Sturla decide reduzir o passo”, contou.

Feminino

A ganhadora do Ironman Brasil 2009, Dede Griesbauer, dos Estados Unidos, considerou a prova bastante difícil e agradeceu o apoio de todos (torcida, staffs) ao longo do percurso. “Estava me sentindo bem, num bom dia, mas o apoio foi muito importante para superar as dificuldades”, destacou a norte-americana, que ficou a apenas 14 segundos da melhor marca em Florianópolis para as mulheres (9h10m02s em 2001) de Wendy Ingraham.

Aos 24 anos, a goiana Ana Lídia Borba completou seu segundo Ironman com um resultado expressivo: quinta colocada e melhor brasileira na prova. “É incrível! Tinha muita gente torcendo por mim, foi fundamental, porque no final doía tudo”, desabafou. “Também estou honrada por ter conseguido chegar na frente da Fernanda, que no lançamento do evento disse que eu seria uma de suas principais adversárias”, completou a atleta treinada por Leandro Macedo, um dos melhores triatletas da história do País e medalha de ouro no Pan de Mar del Plata.

Bicampeã da prova e sexta colocada, Fernanda Keller reconheceu que não estava nos seus melhores dias. “Foi muito difícil. Pedalei mal e achei que não fosse chegar ao final. Mas quando você disputa uma prova desta você tem que estar preparado para dias bons ou ruins. Sem falar que eu nunca gosto de desistir”, disse.

Fernanda Keller - Foto: Graziella Bergamin Hertzog

O Ironman Brasil 2009 é uma realização da Latin Sports e Grupo RBS, com co-patrocínio de Avon e Saucony e apoio de Gatorade, Fetrisc, Red Bull, Nutrella, Oi, Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com o Fundesporte, Prefeitura de Florianópolis e Associação Brasileira de Esportes Endurance.

Classificação final

MASCULINO
1 Eduardo Sturla (ARG), 8h13m38s
2 Reinaldo Colucci (BRA), 8h28m07s
3 Petr Vabrousek (CZE), 8h37m17s
4 Ezequiel Morales (ARG), 8h39m00s
5 Raul Furtado (BRA), 8h53m19s
6 Lucas da Silveira Pretto (BRA), 8h56m48s
7 Leandro Bonet (ARG), 8h57m36s
8 Fábio Carvalho (BRA), 8h59m07s
9 Virgílio de Castilhos (BRA), 9h02m44s
10- Ivan Albano Júnior (BRA), 9h04m37s

FEMININO
1 Dede Griesbauer (EUA), 9h10m14s
2 Charlotte Kolters (DIN), 9h18m31s
3 Heather Gollnick (EUA), 9h31m41s
4 Sara Gross (CAN), 9h44m45s
5 Ana Lídia Borba (BRA), 9h52m28s
6 Fernanda Keller (BRA), 9h54m11s
7 Maria Soledad Omar (ARG), 09h57m52s
8 Mariana Ohata (BRA), 10h08m23s
9 Ariane Silveira (BRA), 10h09m41s
10 Silvia Fusco (BRA), 10h21m54s

Fonte: Consultoria de Comunicação do Ironman Brasil 2009:
MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga - Mtb 18324/Paulo Marques MTb 6067RS

Links Relacionados:
• Prefeitura Muncipal de Florianópolis

domingo, 31 de maio de 2009

CARTA MARCADA

Brasil conhece as 12 cidades que receberão partidas da Copa de 2014
Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Curitiba, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza, Manaus e Cuiabá verão ao vivo a Copa do Mundo de 2014. As 12 cidades-sede foram anunciadas pelo presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, em reunião do comitê da entidade em Nassau (capital das Bahamas), neste domingo.

As outras concorrentes eram Florianópolis, Goiânia, Campo Grande, Belém e Rio Branco. Portanto, as quatro candidatas do Nordeste e as três do Sudeste conseguiram ver seus projetos aprovados. Cuiabá levou a melhor sobre Campo Grande na disputa pela vaga do Pantanal, e Manaus superou Belém na briga pela sede da Amazônia.
O próximo passo para as escolhidas será participar de um seminário de 8 a 10 de junho, no Rio de Janeiro. Os projetos serão analisados mais detalhadamente e, em função dos relatórios da Fifa realizados durante as inspeções, possíveis alertas serão feitos.

- Essas 12 cidades já terão um quadro do que terão de fazer especificamente quanto a estádios. Vamos nos reunir com as cidades e com algumas pessoas do Governo Federal, para encaminhar o projeto. Agora é que está começando efetivamente a Copa do Mundo, portanto se iniciam também as cobranças - afirmou Ricardo Teixeira, em entrevista ao SporTV.
Esta é a segunda vez que o Brasil recebe uma Copa do Mundo. Em 1950, o país foi vice-campeão ao ser derrotado pelo Uruguai na decisão, no Maracanã, estádio que mais uma vez deverá receber o jogo final.
A corrida para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014 começou em maio de 2007, quando as cidades concorrentes - 21 na época - apresentaram seus projetos à CBF. Em agosto do mesmo ano, a Fifa realizou a primeira inspeção em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro, elaborando um relatório positivo a respeito delas.
Candidato único, o Brasil foi escolhido como a sede do Mundial em 30 de outubro de 2007, em anúncio em Zurique, na Suíça. Durante o ano de 2008, especulou-se se seriam dez ou 12 cidades-sede no torneio. Em janeiro passado, Joseph Blatter confirmou que seriam 12 e justificou sua decisão pela dimensão continental do Brasil. No fim do mesmo mês, iniciaram-se as inspeções da Fifa às 17 cidades candidatas.

A TEORIA NOS DIAS DE HOJE.

 

 

 

 
Posted by Picasa

A TEORIA DO DIREITO DIVINO DE GOVERNAR DOS - PROFESSOR ALOÍSIO

 

 

 

 
Posted by Picasa

ENTREVISTA DO GOVERNADOR PAULO HARTUNG AO JORNAL SENSACIONAL

 
Posted by Picasa

SAINT MICHEL NA FRANÇA - ESPECIAL GLOBO

 

 

 

 
Posted by Picasa
Loading...

Seguidores